Skip to content

O Sofá é Pop

01/12/2010

Muito além do nome, o conceito deste sofá criado pelos designers Piero Lissoni e Carlo Tamborini para a Kartell é absolutamente Pop. O Pop é pop em seu DNA. Ele permite variações em todas as direções, ele aguenta o tranco que for, ele navega do liric ao punk, do cool ao hard, do “tamanho família” ao “solteiro procura”, do on ao off

Você não deve estar entendendo nada, mas eu pretendo explicar. (Confesso que pode ser difícil falar sobre esta peça sem escorregar em erros, em injustiças, em frivolidades. Mas estes são riscos que o “pop”, em geral, está acostumado a correr. E que sempre tira de letra.)

Vou começar pela estrutura, que pode ser em policarbonato transparente ou colorido no composto do molde. Fabricado com tecnologia industrial, o Pop já de saída supera os preconceitos ligados à rigidez do plástico: é um sofá confortável e indestrutível, capaz de aguentar impactos e os usos mais pesados.

Diz-se que a Pop Art marcou a passagem da modernidade para a pós-modernidade na cultura ocidental. Sendo assim, me arrisco a dizer o Sofá Pop marcou a passagem do modular para o pós-modular no design de móveis. Rá!

Falando sério, se você já tinha ouvido falar em “estofado modular” antes, esqueça. Isso sim é modular. Composto por módulos de um lugar, o Pop pode se unir em tantas partes quanto sua imaginação (ou espaço) permitir. Ele pode ser “infinitamente remontado” (é com estas palavras que esta peça tem sido repetidamente descrita em colunas e blogs de decoração em Fortaleza, no Brasil, no mundo).

Sigamos falando do Pop, agora sobre o assento e o espaldar. As almofadas são feitas de poliuretano espandido, pluma de ganso e flocos. Sim, eu falei pluma de ganso. E isto traz uma maciez difícil de explicar; é uma maciez… hummm… incrível, diferente. O conforto proporcionado por esta combinação de elementos chega a ser absurdo, com o perdão da palavra.

Agora, sobre os revestimentos que estas almofadas supermacias podem ter, bem, são inúmeras as possibilidades. Uma vasta, vastíssima gama de cores lisas, neutras ou vibrantes, de tecido de algodão (Trevira TM), de linho puro ou mesclado, de pura lã virgem 100% (Kvadrat) ou mesmo na versão “Pop Outdoor”, em tecido hidro-repelente e anti-manchas, que não desbota e resiste aos raios UV (estofamento para ambientes externos “Sunbrella”).

Eu poderia parar por aí, e já teria angariado mais uma porção de fãs ardorosos para o nosso astro Pop (e teria derrubado vários paradigmas até dos mais clássicos e sisudos decoradores).

Acontece que o designer Lissoni, talvez, tenha resolvido rimar o seu nome com a prestigiadíssima marca italiana de moda e moda-casa Missoni, resultando em uma explosão sem fim de cores, estampas, flores, contrastes, meio-tons…

Sobre a Missoni tenho muito a dizer, mas como este post já está ficando muito extenso, prometo falar desta marca incrível (que por sinal, assim como os produtos Kartell, também está à disposição na Loja Ouvidor) mais adiante, em outra oportunidade.

Por enquanto deixo você curtindo os frutos desta parceria Lissoni-Missoni, onde vemos doses generosas da genialidade do design italiano, literalmente “estampadas” nas poltronas e sofás Pop, da Kartell. Da vero!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ah! Ia esquecendo de falar sobre uma outra característica do Sofá Pop que é muito importante, fundamental em seu sucesso: a sua excelente relação custo x benefício. Quer conferir? Passe na Ouvidor.

Anúncios

Deixe aqui seu comentário. Será um prazer respondê-lo.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: